Este site utiliza cookies. Continuando a navegar está automaticamente a autorizar os mesmos. Continuar

Expedição 13 - 20 e 21 janeiro - Oliveira do Hospital

Testemunho

"...fomos todos construir uma cerca para ovelhas juntamente com o dono, o presidente da junta e o funcionário."
 
Esta foi a primeira expedição que juntou voluntários de vários grupos. Duas famílias e mais dois voluntários que se conheceram nesta missão e que partilharam dois dias de intenso trabalho e espírito de entrega.

No sábado, estiveram na organização logística e acompanharam a equipa da junta de freguesia de Oliveira do Hospital na distribuição de bens. Ajudaram na remodelação da habitação de um casal idoso, dois senhores que receberam uma máquina de lavar roupa nova adquirida pela Força da Natureza.

No domingo, trabalharam intensamente na limpeza de terrenos e na montagem da cerca de uma exploração pecuária, apoiando um dos produtores de queijo da serra mais afetados pelo fogo na região. No final, uma feijoada oferecida pelos beneficiários desta ação que é apenas um exemplo da imensa atenção e hospitalidade com que os voluntários da Força da Natureza são sempre recebidos nesta terra. 

Quando conhecemos  a Força, através da escola de um dos nossos filhos,  voluntariámo-nos como família para ajudar. Pouco tempo depois, contactados pela Rita Palhinha, embarcámos num fim-de-semana rumo a Oliveira do Hospital. 

Fomos  recebidos pelo presidente da junta, um funcionário e uma voluntária que nos relataram a dimensão daquela tragédia, as medidas prioritárias efetuadas  junto da comunidade, as tarefas em curso e as  necessidades futuras.

Partimos em conjunto para o terreno, conhecemos o armazém improvisado (parque de estacionamento subterrâneo) dos donativos de vestuário, roupa de cama, eletrodomésticos, brinquedos etc... e o Armazém dos Alimentos (também este improvisado num palco de um jardim e salas subterrâneas). 

Destacaram-nos para diferentes tarefas. Éramos 10 voluntários (6 adultos, 3 adolescentes e 1 criança). As mulheres e dois voluntários ficaram a organizar o banco Alimentar para que, na 2a feira seguinte, fossem distribuídos cabazes de alimentos específicos para cada família. 

Os restantes voluntários foram entregar uma bicicleta e alguns alimentos, carregaram a carrinha com um frigorífico para entregar a outra família etc...

No 2o dia fomos todos construir uma cerca para ovelhas  juntamente com o dono (maior produtor de queijo da serra artesanal) o presidente da Junta e o funcionário. Almoçamos em casa do produtor onde tivemos uma pequena noção da devastação do terreno, da enorme área afetada pelo fogo e do desespero em salvar vidas e animais. Mostrou-nos a queijaria, as ovelhas que tinham conseguido salvar e como decorre habitualmente todo o processo.

Acabamos a cerca e despedimo-nos como se tivéssemos estado no campo há uma semana. 

Viemos de coração cheio! Foi uma experiência única.  A caminho de casa, chegamos a conclusão que trouxemos muito mais do que demos.

A dedicação, e o espirito de entrega de quem nos recebeu vai ficar sempre na nossa memória. Foi muito importante também, enquanto família, termos ido juntos.

Família Consciência